Sábado, 7 de Janeiro de 2006

Pois é, pois é...

Sabem o que é pior na vida? A instabilidade que ela é em todo o seu existencial. Isso sim...é lixado. Principalmente quando na nossa vida maior parte dos factores que nos movem são conduzidos por coisas estranhas, ou então por outras pessoas...
Pessoas que julgamos que conhecemos e no final, não conhecemos. Mas creio que isso tenha de ser sempre assim, não? Senão a vida não teria piada, pois começo a achar que ela se fica a rir de nós, e brinca connosco como se não houvesse amanhã, até porque um dia...não há.
Absurdo, é o que posso dizer do que me rodeia. Doloroso, é como posso caracterizar todo o percurso que fazemos. Sim “fazemos”, porque não sou a única a sentir dor por amar, ou por confiar demasiado em quem não devia, por me afastar dos amigos, família...etc.
Mas no fundo quero acreditar que isto tudo serve para algo, e não será em vão...mas inconscientemente, será -.-
Lutamos, sobrevivemos, sofremos, amamos.
Tudo para um dia morrermos...e passarmos por essas fases constantemente. -.-
Alguém que me diga um propósito e objectivo deste ciclo, e eu passo a acreditar que a vida faz sentido, tal como o facto de eu existir.
Bj.

São as lágrimas choradas
Por quem nunca as sentiu
Mas eternamente lembradas
Pela dor que sempre as seguiu...

São as duras lágrimas de dor
Que não se esgotaram
Mas que sempre te assombraram
Por todo o perdido amor...

São como estrelas brilhantes
Com recordações esquecidas
Por entre mágoas significantes
De uma alma nunca vivida

São as dores que me ardem
É o espírito que me destrói
Dentro de cantos, desejando que acabem
Igual a um Presente que me corrói.

Pois são esses sentimentos
Que se tornam os meus tormentos


(E num grau que nunca atingi...)


São tempestades, num momento
E sei que por elas corri...
Em que o porque de ter sentido...
O que tão duramente senti...
São perguntas, às quais sempre fugi.


... åиgel oƒ мooи †

More Than a Thousand – Trip To Goth’am City
publicado por angel_of_Moon às 01:27
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2005

de volta...

Pois é...espero que o Natal tenha sido bom! De qualquer forma...mais uma vez desapareci do mapa (o que não surpreende ninguém, não é?)...a ver se um dia pouso de vez. -.-
Às vezes pergunto-me o porquê da vida não poder ser “normal” (se é que há um..”normal”)...há pessoas que se queixam da rotina nas suas vidas, eu reclamo das voltas em excesso que a minha dá. Um dia melhor, passado umas horas pior. E tudo porquê? Porque as pessoas que me rodeiam fazem questão de destruir o que pouco tenho de bom dentro de mim, ou o que resta de um passado, que nem eu própria me atrevo a lembrar. Dizem-me para assumir uma nova postura na vida, outro pensamento, deixar de ser tão depressiva...mas o que é que essas pessoas sabem da minha vida? Na verdade...nada.
Claro que não digo que não se preocupem comigo, mas faz-me rir quando as pessoas que mais dizem se preocuparem comigo, são as primeiras a causarem-me mal. É deveras contraditório...
Depois há sempre aquelas situações maravilhosas em que pessoas que nos eram próximas são as primeiras a desiludir-nos -.- ... não exigo nada das pessoas, a não ser o facto de não tentarem dar cabo da minha vida. E é aí que as coisas boas que fazemos entram... ou deviam entrar... se bem que não creio que tenhamos de passar uma vida inteira a tentar auto-afirmarmo-nos para depois no fim...morrermos.
Mas se for por este lado começo a pensar no porquê de viver..e se de facto vale a pena passar por sacrificios e momentos menos bons, só para ir crescendo e morrer um dia, nem se sabe bem como...
Também não são as minhas intenções descobrir...limito-me a fazer o que toda a gente faz. Não viver, nem sobreviver, mas coexistir. ;)
Vêmo-nos por aí...Bj.





Existes porque tens de existir...

Porque só tu dás vida,

És a esperança, que mesmo perdida,

Sempre nos fará continuar...

Para nunca desistir,

Nem perante o mundo fracassar.

Tens compaixão na alma,

Que é constituida de dor...

Dada por um fraco amor,

Tirando a tua consideração existente...

Cedendo a uma eterna calma...

Que nunca será tua, certamente...



... åиgel oƒ мooи † ...



HIM – Funeral Of Hearts
publicado por angel_of_Moon às 02:59
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2005

Sem sentido...

...Cá estou eu de volta... como estou? Ó... mais calma, suponho. Claro que novamente num espaço de dias a minha vida deu mais uma pequena reviravolta... mas...nada que não esteja habituada. Enfim... :)
À pois é...voltei a escrever. Já à muito tempo que não voltava a escrever mesmo, a não ser textos pseudo-filosóficos/sentimentais/deprimentes. Para quem não sabia eu escrevia histórias mesmo. Mais detalhadamente, Fanfic’s. Entre outras coisas... Poderão ter noticias minhas :>
Mas vamos ao que interessa... hoje vou ter uma reflexão “pseudo-filosófica” sobre...Sonhos...
Todos sonhamos. Mas o que serão os sonhos? Ilusões do nosso presente? Reflexos do nosso passado? Ou uma premonição do nosso futuro?
/me encolhe os ombros
Cada pessoa tem uma opinião que sabe expressar, não? A minha tem a referência de que os sonhos têm tanto de científico como de emocional e oculto. Depende do ponto de vista...se bem que normalmente quem leva a ciência demasiado a peito...nem vale a pena tentar discutir este assunto porque simplesmente não pensará sequer em 1/3 do que lhe for dito! (Sem ofensa)
As opiniões podem ser discutidas para, quando bem argumentadas, serem passadas a outros, ou simplesmente mostradas.
Estou a deixar de fazer sentido já... portanto, beijos para todos *



Sonhar... porquê?

Amar...para quê?

Sonhamos porque amamos, e amamos através de sonhos?

Através de ilusões nunca realizadas...

Por entre recordações jamais recordadas...

É incerto o caminho que fazemos...

Que sentimos....que percorremos...

Talvez possamos um dia olhar para trás e pensar...

No quanto amámos e magoámos alguém...

Porque nada é certo, e o muito menos o amor...

Imperfeito na sua totalidade, é o tudo de ninguém,

Vai da rotina à dor...

Que nos consome, provoca, afecta.....

Com sonhos, amores, paixões...tudo numa alma de poeta.

Alma que certamente não será a minha,

Ou será o tudo do mundo?

Expressivamente recordo...o que anteriormente tinha...

E quando penso em frente, só vejo um vale sem fundo.



† Ångel oƒ (v)oon †


Within Temptation – See Who I am…
publicado por angel_of_Moon às 20:07
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Novembro de 2005

Pois... :o

Image hosted by Photobucket.com



Olá... ora bem...cá estou eu de novo a actualizar isto. Antes de mais devo agradacer os vossos comentários todos mais a ajuda que me deram, a calma que algumas pessoas me passaram...e bla bla bla... acho que posso dizer que as coisas estabilizaram um pouco... aliás, que coisas? Se de facto nunca houve nada? Enfim... sem comentários da minha parte
Hoje queria aqui desenvolver um tema...que por norma não desenvolvo lá muito, que é o desistirmos, ou não, das coisas...e principalmente das pessoas...
Todos na vida temos objectivos de vida...eles podem não estar superficialmente, mas no fundo, estão sempre lá..e claro que por vezes temos aqueles momentos que não sabemos o que fazer ou como fazer algo e paramos no tempo e pensamos “Estou completamente perdida(o)...e agora?”
Na verdade nunca tinha parado para pensar no quanto a nossa vida pode mudar de um momento para o outro e no quão parecidas todas as pessoas são...claro, todos diferentes, todos iguais...
Simplesmente quando estamos mais à frente na nossa vida e paramos para pensar em tudo o que fizemos e que possivelmente se temos situações criticas na nossa vida é porque nós as criamos, ou tomamos opções de vida que fazem com que mais tarde ou mais cedo mais problemas ainda se criem...não que a culpa seja nossa...
Até porque cada vez mais acredito que dancemos ao ritmo do destino...e quem dita esse ritmo? O próprio destino...claro que somos nós que o fazemos, mas...caminhos já traçados e que se definem pelas nossas opções....é o que acho..e o que acredito!
Nada acontece por acaso...não há coincidências, pois muitas vezes o facto dos momentos se entrelaçarem ao acaso, podem mudar o rumo duma pessoa...
Depois há outras coisas na vida que eu chego a achar irónico...por exemplo...até à uns dias atrás dava-me mal com uma pessoa....claro que não me dei sempre mal...mas creio que comprei uma guerra desnecessária e que podia ter sido evitada... continuando. Em resultado dessa guerra, poderiam ter acontecido consequências um tanto graves...mas com um simples sentimento sincero, tudo mudou, e surpreendentemente acho que quem nos vir agora não acha que nos zangámos alguma vez =P beijinho para ti Marta ^^ (e para o Hugo também..ele sabe porquê xD)
Ou seja..o que eu queria dizer com isto tudo, é que acho impressionante o poder que sentimentos sinceros exercem sobre nós :\ tanto nos magoam, como protegem...como nos fazem felizes! E depois temos as pessoas que acham que controlam os seus sentimentos...será que elas controlam mesmo? Aliás...serão os sentimentos possiveis de controlar? ... bem...eu acho que se fossem, certamente o ser humano já não lhes daria tanto valor, e muito menos sofreria tanto por eles ;>
Bem...acho que este texto já está a perder o sentido, se é que alguma vez o teve...
Beijo especial para a Shadow que fez anos recentemente!






† Ångel oƒ (v)oon †



A Perfect Circle – Imagine


publicado por angel_of_Moon às 23:03
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2005

Actualização...

Ah e tal... era só msm para dizer que não me esqueci do meu blog, e muito menos de comentar os blogs de quem me visitou ou algo assim do género, mas simplesmente não tenho tido qualquer tempo para visitar-vos, ou até actualizar isto decentemente. Espero amanhã já o conseguir fazer.
Beijos para todos \o *
publicado por angel_of_Moon às 16:12
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Outubro de 2005

Passado Presente -.-

Olá... acho cada vez mais que certos hábitos não mudam, e o meu de não actualizar o blog frequentemente, deve ser um deles mesmo...
Enfim.
Se me perguntarem se estou melhor... não estou. Muito pelo contrário, quando supostamente devia estar contente, não estou. Sinto-me vazia...oca por dentro, como se as pessoas não sentissem o mesmo que sinto por elas...e se calhar não sentem. Mas como de costume não gosto de falar no que sinto, pois guardo tudo para mim... não partilho nem a minha dor com os outros porque acho que eles já têm os seus próprios problemas...além de que posso estar-me a rir às gargalhadas e estou completamente triste por dentro...
Da mesma forma que a vida é feita de contrastes e ironias, também eu o sou... Também sou feita de erros, amores, amizades... e essas coisas tão comuns na nossa vida, mas que tanto nos podem afectar...
Às vezes desejava secretamente que o amor não existisse... pelo menos ninguém sofreria tanto por algo que todos dizem ser perfeito quando é sentido...
Além de eu própria não estar bem, pessoas de quem eu gosto muito e tenho um grande carinho, e até mesmo amor, não estão bem também...o que me faz ainda mais triste, pois vejo as pessoas de quem gosto triste, e não posso fazer nada para as ajudar...
Mas agora estava a pensar...porque é que o nosso Passado tem de influenciar tanto o nosso Presente? Porquê? Porque é que será que quando esquecemos o Passado (se é que alguma vez o esquecemos definitiva e totalmente...), ele acaba sempre por voltar no nosso Presente e assim alterar todo o nosso Futuro?...

Afinal de contas, o que passou, passou. Deveria ficar lá no seu lugar, e não propriamente voltar...principalmente quando é para magoar-nos...




Ouço lamentos,

Que aclamam por mim

São os tormentos,

Que demonstram o meu fim.



Ouço vozes na minha mente

Perdidas do meu coração

Num passado presente

Rezo pela minha razão



Ouço os seres que falham,

Perdendo guerras que foram finalizadas

Batalhas imortalizadas,

Por nunca saber o que realizaram



Ouço vozes sofridas

Que me atormentam,

Por memórias esquecidas

Que elas representam.


† Ångel oƒ (v)oon †

publicado por angel_of_Moon às 12:56
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2005

Quanto Mais Cais... Mais Te Perdes...

Image hosted by Photobucket.com






Ora bem... lá fiquei mais uns tempos afastada dos blogs... ou por causa da escola, ou então por falta de tempo/vontade de actualizar isto...ou por problemas pessoais... mas enfim, um dia teria de actualizar não é mesmo?
Desculpem a ausência ;x
Escola está a correr bem... curto muito a minha nova turma, e parece-me que aquilo promete ;> Se isso é positivo ou negativo.. não sei... nem me perguntem :x
Claro que não é por ter mudado de escola que as pessoas que estavam presentes no meu coração deixam de estar... elas sabem que são, creio que não é preciso referir nomes -.-
Embora algumas tenham ganho uma importância no meu coração, que até à uns tempos atrás não tinham (entre elas está uma pessoa que acho que não se apercebe disso mesmo ;x)
E o dia de hoje é totalmente daqueles dias que não posso afirmar justamente o que quero -.- ... nem eu própria sei :x .... pelo menos em relação a algumas pessoas ;|
Tenho medo... de gostar de alguém e que com o tempo volte a sofrer...eu sei que se sofre sempre mas... Ando a tentar evitar essas situações, e mesmo não tendo grande sucesso nelas... Pelo menos tento.
Podem até me dizer que o tentar não é suficiente, principalmente se não consigo obter os resultados que gostaria... mas acho que só pelo facto de não desistir facilmente das coisas, já não tenho de ser julgada por acções que tenho feito e que admito que não têm sido as mais correctas...
Enfim -.-
Sou humana como qualquer, e como quase todos, e mesmo que os meus erros possam ser condenados...isso não apaga absolutamente nada do que fiz.
Vou tentar actualizar isto mais vezes, faz muito bem escrever aqui algumas coisas que me têm vindo a atormentar...


De asas cortadas

Cada vez mais afogada na escuridão,

A consequência de atitudes mal avaliadas

É a triste e fria solidão.



Lamento o teu existir amaldiçoado

Lamento que tenhas de ser assim...

Lamento que o teu negro coração acabe sempre quebrado,

Lamento que sofras sempre tanto, meu pequeno Querubim.



Mas nada pode ser eterno,

A não ser a mágoa que dou ao sofrimento...

Doce e frio como o Inferno,

Onde todos sentiremos um dia o seu tormento.



Choro lágrimas de sangue, pela inocência perdida

Por cada anjo que cai na amarga realidade

Se a cada erro a terra fosse esquecida,

Renegaria-se à mais perturbadora maldade.



† Salira tSuki Crisis †
publicado por angel_of_Moon às 01:12
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2005

Anjos Caídos ... (:

Image hosted by Photobucket.com



Oh bem...perdoem-me a ausência e a não actualização do blog. E também não ter comentado alguns blogs. Simplesmente afastei-me um pouco disto tudo...Desculpem. Talvez me tenha feito bem. Não sei.
Sobre este poema...bem...o facto de as palavras inicias se repetirem, é mesmo de propósito. Deu-me para isto agora. Desejo a todos um bom ínicio de aulas/trabalho. Beijos.




Porque as asas de um anjo são o que importa,

Na sua eterna compreensão

De quem sabe que o passado não volta,

Percorrendo o seu caminho, na eterna solidão.



Porque um anjo caído não pode voltar

Na imensidão do seu ser imperfeito

De asas arracadas que não poderão mais sonhar,

Por todos saberem do seu feito.



Porque parou de voar e do céu caiu,

Na sua conciência não há arrependimento

Da dor que provocou, e nem ele a sentiu,

Por ter sido o fim de todo o seu tormento.



Porque eram o sol, agora são a lua

Na plenitude nocturna do seu brilho eterno,

Da sua alma tranparente e nua,

Percorrendo o seu destino, nos caminhos do inferno.



† Salira tSuki Crisis †


publicado por angel_of_Moon às 14:31
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Domingo, 4 de Setembro de 2005

Quando Abri os Olhos...

Image hosted by Photobucket.com





Pode parecer estúpido eu estar a fazer este texto...mas como para mim não é...não me importa.
Critiquem-me, insultem-me, façam o que quiserem, mas nunca se metam com os meus amigos. E muito menos os magoem...
É verdade que passei por uma má fase, e ainda posso estar a passar...mas nada com ver os amigos a sorrir para tudo melhorar!!! Miriadel, SuNsHiNe, Shadow, Pedro, Mariana, Marta, Ricardo, Rui, Mário (os dois), Cristina, Vanessa e Rosário, tenho que vos agradecer muito mesmo...por tudo o que têm feito por mim, mas principalmente nestes últimos tempos :) Quero que saibam que acima de tudo adoro-vos e vocês vão estar sempre dentro do meu coração... especialmente a Miriadel, SuNsHiNe, Shadow porque sempre estiveram do meu lado quando mais precisei... e as duas primeiras especialmente, pois estiveram comigo num dia muito... mau.
Acho que não preciso de fazer textos a agradecer a amizade dos meus amigos...mas acho que não custa nada mostrar que me lembro deles por vezes...
A alguns de vocês simplesmente não tenho palavras para vos agradecer :) epah...aconteça o que acontecer sejam sempre a pessoa que cada um de vocês é...e isso é o suficiente para me meter bem, mesmo quando estou à beira do abismo. Obrigada...por nunca me fazerem desistir e obrigarem-me a continuar a ver a luz, por muito pequena que ela seja.






Queria a tua alma

Presa nas trevas,

Iria buscar toda a calma,

Para te ver a partir, juntamente com sentimentos que levas.



Sempre viria ao de cima, a verdade

Que inutilmente tentaste esconder,

Mas as peças juntaram-se e com elas veio a realidade,

De um sentimento que nunca se veio em ti desenvolver.



Abri os olhos a tempo, e não continuei cair...

Numa ilusão que tu fizeste questão de criar,

Enquanto tu estavas bem eu dor estava a sentir

Apercebendo-me um dia de que isso nunca foi amar.



Descobrindo que as tuas recordações permaneceram guardadas

Protegidas por um sentimento inicial...

As mágoas essas não voltarão a ser choradas,

Só porque tu fizeste as coisas mal.



Porque ninguém tem culpa dos erros que insistes em cometer,

Nem da culpa que te persegue e ilumina

Pobre criança em tanta confusão te estás a meter,

Num nobre destino que só o tempo tudo determina.



† Salira tSuki Crisis †

publicado por angel_of_Moon às 01:51
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Agosto de 2005

Dá asas à Dor e deixa-a partir...

Image hosted by Photobucket.com



É estranho..o que se tem vindo a passar dentro da minha cabeça.
Aliás...não é dentro da minha cabeça, mas dentro do meu coração mesmo...
Um dia está tudo bem...estou contente...alegre, essas coisas todas...mas no dia a seguir posso acordar e lembrar-me de tudo o que se anda a passar...e também lembrar-me de tudo o que se passou...
Memórias que deveriam pertencer ao passado e estar esquecidas, não o estão.
Sentimentos que há muito queria ter isolado de mim...não estão isolados, e parece que com o passar do tempo eles ainda crescem mais...e embora fiquem camuflados, não desaparecem.
As lágrimas...essas continuam dentro do meu coração, e até hoje não as permito sairem...
A dor continua presente...e tudo me faz lembrar-me de ti...e do que és para mim...aliás...do que foste.
Porque...eu não sou como tu, e não esqueço os meus sentimentos do nada...e nem nunca trocaria o que amo pelo que desejo.
Mas mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. Talvez tenha sido melhor assim....Talvez.






Cada pedaço do meu coração,

Escurecido por um sentimento que devia ser abençoado

Enterra-me cada vez mais na solidão,

Enquanto apenas quer ser amado.



Mas o passado não volta,

Os momentos que passei contigo também não

O que sinto por ti não importa,

Lembro-me do que aconteceu enquanto penso na escuridão.



Do nada tudo acabou,

Não culpo ninguém pois sei o que aconteceu,

Como uma flor que só agora secou,

Independente de tudo, agora morreu.



A pequena rosa negra voltou ao que era,

Talvez nunca se tenha abandonado

Ficou a dormir numa curta espera,

De voltar para o seu lar abandonado.



Pequeno anjo negro que asas libertas,

Voa como nunca para longe de mim,

Deixa-me apagar a dor que me despertas...

Permite-me dar eternamente a isto, um Fim.





† Salira tSuki Crisis †
publicado por angel_of_Moon às 01:33
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Pois é, pois é...

. de volta...

. Sem sentido...

. Pois... :o

. Actualização...

. Passado Presente -.-

. Quanto Mais Cais... Mais ...

. Anjos Caídos ... (:

. Quando Abri os Olhos...

. Dá asas à Dor e deixa-a p...

.arquivos

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds